Em Basileia, na Suíça, Axians e Actemium, duas marcas VINCI Energies, souberam inovar juntas e encontrar rapidamente soluções para continuar com sua atividade de maneira segura apesar da Covid-19.

Situada em Arlesheim, nos arredores de Basileia, em uma área de cerca de 100.000 m2, uptownBasel é a maior obra de construção no noroeste da Suíça. Uma obra de destaque para um projeto de centro de competências para a indústria 4.0, que nunca interrompeu suas atividades apesar da pandemia de Covid-19.

De fato, ao contrário de outros países como a França, a Suíça não suspendeu as obras de construção no seu território durante a crise. “Em compensação, o Conselho Federal impôs medidas rigorosas durante as obras, incluindo uma distância mínima de 2 m, e numerosos controles“, explica Nicolas Muller, gerente da Actemium Automation & Industrial IT.

É precisamente sobre o tema da segurança das obras em plena crise sanitária mundial que a filial da VINCI Energies, especializada na otimização dos processos industriais, foi solicitada pela sua empresa-irmã Axians.

No início de abril de 2020, a Axians, responsável pela parte tecnologias da informação e comunicação da obra de Basileia, foi encarregada pelo cliente de encontrar uma solução para respeitar plenamente as regras de higiene. E para garantir que as atividades pudessem continuar com toda a segurança.

Um sistema embarcado nos capacetes

Está certo que foram ampliadas as instalações sanitárias, criadas áreas de descanso adicionais e instaladas mais máquinas de café e máquinas de venda automática. Mas era preciso fazer mais, porque o pessoal na obra, concentrado nas suas tarefas, corria frequentemente o risco de, inadvertidamente, não cumprir as novas regras, especialmente as relativas à distância física.

Em colaboração com a Axians, a Actemium imaginou e projetou, em apenas dois dias, o protótipo de uma ferramenta para melhor proteger as pessoas trabalhando no local.

“O sistema, instalado nos capacetes do pessoal e baseado na tecnologia Bluetooth, é capaz de avaliar as distâncias entre dois aparelhos, ou seja, duas pessoas, e de alertar através de um sinal sonoro ou de uma vibração assim que ficam a menos de 2 m um do outro”, explica Nicolas Muller.

Uma ferramenta simples e eficiente

A uptownBasel, conquistada, concorda em desenvolver a ideia. Este grupo de co-inovação decide até fazer dela um vetor de comunicação do seu projeto predial orientado para as novas tecnologias e a prática colaborativa. Um vídeo sobre a nova ferramenta é produzido por suas equipes e divulgado na televisão suíça.

O compartilhamento na rede interna Yammer da VINCI Energies amplificou o fenômeno. Desde então, fomos contatados por cerca de cinquenta clientes do Grupo que pretendem utilizar esta nova ferramenta nas suas próprias instalações“, afirma satisfeito Nicolas Muller, que avalia em 50.000 os aparelhos que poderão ser comercializados.

Aprimorado com a ajuda da start-up alsaciana Insolem, especializada em sistemas embarcados e que desenvolveu uma placa eletrônica ad hoc, o dispositivo está em fase de industrialização. “No final de maio, poderemos vender entre 800 e 3.000 aparelhos até meados de Junho“, afirma Nicolas Muller.

“Cerca de cinquenta clientes do Grupo pretendem utilizar esta nova ferramenta nas suas próprias instalações.”

De momento, estão sendo testadas cerca de uma centena de aparelhos nas instalações da Basileia. “Os primeiros utilizadores foram os gesseiros que geralmente trabalham em pares. Assim, eles podem respeitar melhor o uso da máscara quando devem realizar operações em estreita proximidade“, observa o diretor da Actemium Automation & Industrial IT.

Ele faz questão de enfatizar que esta nova ferramenta não pode de forma alguma “rastrear” as pessoas. “É meramente um meio de sensibilizar para o respeito das distâncias, em consonância com outras iniciativas de “smart safety” lançadas pelo Grupo, para as quais a simplicidade e a agilidade são ingredientes importantes.”

 

 17/06/2020