Vá diretamente para o conteúdo da página Ir para a navegação principal Ir para a pesquisa

O ponto de vista de personalidades, dirigentes, pesquisadores, líderes de opinião sobre um tema de atualidade ou um tema estruturante para a transformação digital e a transição energética.

Corretamente implantado, o 5G poderá verdadeiramente virar a mesa em muitas áreas da nossa vida diária e ambiente de trabalho. Cabe aos espíritos pioneiros explorar plenamente este potencial e dar vida a esta nova tecnologia.

Com a implantação das redes 5G, novos recordes vêm aí: uma velocidade de transferência de dados de até 10 Gbit/s, latência de 1 m/s, 99,99% de disponibilidade e 100% de cobertura de rede. Cada célula será capaz de acomodar mais de 1.000 redes, ou seja, até 1 milhão de celulares por quilômetro quadrado, e a precisão de posicionamento oferecida será inferior a 1 m. O sinal poderá ser captado por qualquer dispositivo estático, mas também por qualquer dispositivo em movimento locomovendo-se a velocidades de até 500 km/h.

A economia de energia associada também é significativa: na Alemanha, onde foram concedidas mais de 200 licenças para operar uma rede 5G privada, além dos blocos de frequência leiloados e obtidos por quatro operadoras móveis, os aproximadamente 13 bilhões de quilowatts-hora consumidos pelos centros de dados são atualmente convertidos em calor residual; o lançamento do 5G reduzirá o consumo de energia das redes em 90%; e as baterias usadas nos sensores IoT serão capazes de fornecer energia por dez anos.

Além destes níveis de desempenho, as empresas têm também altas exigências para sua rede móvel: a confiabilidade operacional das máquinas e equipamentos deve ser garantida a todo momento; os processos de produção devem ser sincronizados em tempo real; a precisão de sincronização de ± 1 ms entre computadores e sensores é essencial.

A chave da interoperabilidade

Outro aspecto chave é a interação entre os protocolos existentes. Cada ambiente de produção tendo uma série de máquinas e equipamentos diferentes seguindo seus próprios protocolos e funcionando em suas redes próprias, há um potencial enorme de simplificação e, portanto, de interoperabilidade na mudança para o padrão uniforme no qual se baseia o 5G.

Embora não tenham sido consultados na implantação das gerações anteriores – 2G (GSM), 3G (UMTS) e 4G (LTE) – os agentes econômicos serão agora diretamente envolvidos no desenvolvimento das novas versões das normas 5G. As exigências práticas das aplicações industriais poderão, portanto, ser levadas em conta logo na fase inicial.

O 5G vai transformar nossa vida pessoal e profissional num futuro próximo. Estamos entrando em uma nova era e temos a oportunidade de moldar o futuro. Nossas cidades, nossa agricultura, nossas redes tornar-se-ão inteligentes; o setor da saúde será revolucionado pelas aplicações da telemedicina. Mobilidade, logística, trocas e comércio seguirão novas regras do jogo; os processos de produção serão adaptados à indústria 4.0 e se tornarão muito mais flexíveis. Uma Internet tátil surgirá, onde pessoas, máquinas e sistemas interagem em tempo real. Tudo isso será organizado por atores inteligentes que sabem como explorar todo o potencial das novas tecnologias.

Soluções integradas

Como integradora de tecnologia da informação e comunicação (TIC), a Axians tem mais de vinte e cinco anos de experiência na construção de redes móveis privadas confiáveis, seguras e acessíveis. Apoiamos ativamente as empresas no planejamento, implantação e operação de sua própria infraestrutura 5G, bem como no projeto e entrega de soluções ótimas de acordo com requisitos específicos. Graças à nossa colaboração com nossos parceiros da rede de marcas da VINCI Energies atuando ao nível global, somos capazes de fornecer soluções totalmente integradas.

18/07/2022

Armin Przirembel, Diretor da divisão de Redes Móveis da Axians GA Netztechnik

Armin Przirembel, Diretor da divisão de Redes Móveis da Axians GA Netztechnik

Descubra mais