A manutenção preditiva, que integra a IoT, o big data e os algoritmos, permite antecipar as falhas utilizando os dados de processo e os sensores conectados. Ela funciona com a modelagem dos mecanismos de falha e a otimização de algoritmos preditivos.

De acordo com a agência McKinsey, a manutenção preditiva permite realizar economias significativas aumentando a disponibilidade das linhas de produção em 5 a 15% e reduzindo os custos de manutenção em 18 a 25%.