Os operadores industriais estão descobrindo as vantagens das soluções participativas de simulação, particularmente no campo da logística.

Anylogic, 3D Experience, ProModel, FlexSim, Witness, SimProcess, AutoMod ou ainda Plant Simulation, as ferramentas de simulação especializadas em logística é que não faltam e oferecem novas possibilidades aos operadores industriais.

Estas soluções permitem aprimorar de maneira significativa, cocorrente e contracorrente, uma linha de produção, criando o modelo virtual de uma instalação, com base em dados reais, para analisar a eficiência, a capacidade, os fluxos, os gargalos, as otimizações, os custos, etc.

“O primeiro benefício que pode ser derivado deste tipo de plataforma digital é o aprimoramento do gerenciamento dos riscos, salienta Xavier Devolder, Branch Manager na Actemium. A simulação permite detectar os problemas antes que ocorram através da experimentação em um ambiente seguro”.

“Esses softwares de simulação industrial são ferramentas valiosas no apoio à tomada de decisão”

Estas soluções também facilitam uma comparação mensurável de possíveis alternativas para, por exemplo, a utilização de novas máquinas, e sempre sem qualquer impacto na produção. “Por oferecerem uma compreensão aprimorada do processo, essas ferramentas são muito valiosas no apoio à tomada de decisões“, acrescenta Xavier Devolder, que vê nessas soluções um meio para maximizar o retorno sobre o investimento.

Flexibilidade e potência

A Actemium, marca da VINCI Energies especializada em processos industriais, escolheu a Plant Simulation, uma ferramenta desenvolvida pela Siemens. “Esta solução utilizada para nossos clientes tem a vantagem de ser suficientemente flexível e potente para integrar as questões complexas relacionadas com o universo da logística“, explica Xavier Devolder.

Em 2019, a Actemium realizou uma simulação para o seu cliente Latexco, um fornecedor de produtos para camas. “A experiência visava projetar um novo armazém automático, com fortes restrições em termos de orçamento e de espaço disponível“, explica.

O algoritmo desenvolvido por meio da Plant Simulation integrou muitas especificidades relacionadas à atividade da Latexco: o modo de manuseio dos colchões, a variedade nas dimensões dos produtos, o posicionamento e a velocidade de circulação dos paletes, etc.

“A coleta prévia de informações e de dados é essencial para garantir o sucesso deste tipo de simulação. Portanto, é necessário dispor de um relacionamento constante e próximo com o cliente”, diz Xavier Devolder.

A experiência realizada para a Latexco, durante um período equivalente a um ano de operação, permitiu constatar, entre outros, que, dos 120 espaços disponíveis para os paletes no armazém virtual, uma média de 25 acabaram não sendo utilizados.

“Assim, o cliente já sabe que, caso sua produção aumente, ele poderá acomodá-la na logística existente”, observa Xavier Devolder. Este trabalho de simulação já conquistou a Latexco, que planeja abrir este armazém de nova geração em 2021.

Missões diversas para a Actemium

A Actemium desenvolve este tipo de solução em diferentes setores, desde a metalurgia até a alimentação humana e animal, incluindo o setor farmacêutico e a produção de equipamentos de manutenção. Outras tarefas de simulação realizadas para seus clientes incluem: a identificação dos gargalos resultantes de um aumento da produção (para Puratos, Freisland Campina, Cargill), a sincronização de quatro linhas de produção (Rettig) e a instalação de um sistema de manutenção adaptado a produtos de tamanho incomum.
16/01/2020