A cidade de Iaundê, no Cameroun, sofre regularmente apagões e desconexões durante o período de pico de consumo das 18h às 20h, o horário em que se acende a iluminação pública. Durante os períodos de corte, os geradores de emergência a diesel são utilizados para alimentar os edifícios municipais, uma solução cara e poluente que a cidade quer limitar.

Ao problema da continuidade do serviço se soma a  degradação de algumas áreas da iluminação pública. O Estado camaronês lançou um programa de modernização da iluminação pública com prioridade para a substituição das luminárias nas cidades de Iaundê e Douala. Neste contexto, a Comunidade Urbana de Iaundê deseja desenvolver um projeto mais ambicioso para assegurar o abastecimento energético das infraestruturas públicas (o prédio da Prefeitura e a iluminação pública), permitindo ao mesmo tempo uma transição energética na cidade.

14/09/2020

Descubra mais