A fim de reforçar a identidade e a integração urbana do principal bairro de negócios da Europa, Paris La Défense optou por dar mais realce às 12 passarelas que ligam o terreiro central aos municípios vizinhos. Um projeto muito especial por conta da idade das estruturas, da complexidade do local e da diversidade das empresas mobilizadas.

Unificar através da luz os diferentes espaços de um local urbano compartimentado, proporcionar um ambiente luminoso seguro e atraente para os 250.000 trabalhadores e residentes que circulam diariamente no maior bairro de negócios da Europa, renovar as estruturas em conformidade com as normas (AFNOR, ISO, UTE, PMR, etc.): eis os três principais eixos das especificações do projeto “12 passarelas” lançado no final de 2017 por Paris La Défense. 

“Resgatar a função urbana destas construções, criando uma identidade global através da iluminação”

Este projeto corresponde a uma reflexão sobre a renovação das passarelas de pedestres que ligam o grande terreiro do bairro de negócios aos três municípios vizinhos de Nanterre, Courbevoie e Puteaux. São estruturas muito diferentes umas das outras, construídas em épocas diferentes e sem homogeneidade arquitetônica. Valor total do projeto: aproximadamente 10 milhões de euros, e um cronograma de três anos para as obras.

Parceiros múltiplos

Este projeto de grande porte mobilizou múltiplos atores. O mestre de obras é um grupo reunindo diversas profissões da construção civil: o escritório de arquitetura Dietmar Feichtinger Architectes, arquiteto mandatário; o escritório de engenharia Ingérop e a consultoria Arcora para o enquadramento econômico; a agência Wonderfulight para a concepção da iluminação. O projeto foi realizado por seis empresas que trabalham em diferentes lotes, incluindo a Citeos (VINCI Energies) para a instalação de iluminação. 

“Para além da renovação técnica e restauração das estruturas, o objetivo é dar a essas construções uma função urbana, criando uma identidade global através da iluminação”, explica Nicolas Hérault, gerente da Citeos Grands Projets. 

Para criar esta identidade, a agência Wonderfulight optou por instalar um percurso luminoso com elementos gráficos, lineares ou pontuais, em vermelho ou branco. No total, quase 750 m de faixas de luz são embutidas nas superfícies do piso e mais de 450 holofote LED são integrados nos corrimãos. Também serão instaladas telas e púlpitos de vidro iluminado representando a paisagem urbana. Por último, os projetores de gobo instalados debaixo das passarelas projetam sobre a face inferior de cada construção faixas de luz visíveis das estradas.

Exigências

“Esta é uma obra com uma dimensão arquitetônica muito forte, e um nível muito alto de exigência, tanto técnica quanto organizacional”, observa Laurane Dorn, gerente de negócios responsável pelo projeto na Citeos Grands Projets. Para esta empresa da VINCI Energies, o projeto das “12 passarelas” apresenta vários desafios. 

O trabalho em infraestruturas existentes, às vezes deterioradas pelo tempo, em um lugar ocupado e atravessado por milhares de citadinos, em um entorno urbano com vários níveis, exigiu engenhosidade e adaptabilidade por parte das equipes. As obras estruturais e de serralheria associadas à meticulosa instalação de equipamentos de iluminação personalizados exigiram uma estreita coordenação entre os diferentes ofícios envolvidos. “Nossa experiência em gerenciamento de projetos complexos nos permitiu monitorar rigorosamente as interfaces sem as quais o projeto não poderia ter sido concluído“, explica Laurane Dorn.

Outra complexidade: o cronograma de três anos para a realização do projeto. Por conta das dificuldades devidas ao fato que o bairro continua ocupado e à complexidade técnica das intervenções, o cronograma teve que ser repensado regularmente. As equipes de trabalho tiveram que se adaptar constantemente, interrompendo tarefas, ou realizando outras em simultâneo. 

No final de dezembro de 2020, quatro dessas passarelas serão reabertas ao tráfego de pedestres: Triangle, Jean Moulin, Louis Blanc e Orme. As próximas serão abertas em 2021.

11/02/2021