marca da VINCI Energies especializada em equipamentos urbanos dinâmicos na França foi selecionada para operar, supervisionar e manter o parque de postos de recarga de veículos elétricos na região Bourgogne Franche-Comté. Um mercado com muitos desafios. 

A transição ecológica está no centro da recuperação econômica na França. Para promover a mobilidade elétrica, o plano de apoio à indústria automotiva prevê a instalação de 100.000 postos públicos de recarga em todo o país a partir de 2021, em comparação com os 30.000 atuais. 

A gestão de tal parque requer recursos à altura da tarefa, especialmente para sua manutenção. De acordo com um decreto de janeiro de 2017, o administrador de uma infraestrutura de recarga de veículos elétricos (IRVE) deve tomar “as medidas adequadas para poder intervir dentro de um prazo máximo no caso de uma anomalia que afete o uso dessa infraestrutura.” 

Dado o tamanho do território, privilegiamos a resolução remota dos problemas para reduzir ao mínimo as intervenções no local”. 

Na região Bourgogne Franche-Comté, a Citeos ficou encarregada desta gestão, depois de vencer uma licitação global de desempenho (MPGP na sigla em francês) aberta por sete sindicatos intermunicipais e departamentais de energia, representando a quase totalidade da região. 

O contrato abrange a operação, supervisão e manutenção do parque existente de 382 postos, bem como o fornecimento e gestão de 72 novos postos daqui a quatro anos. Um número que poderia ser ainda mais elevado, por conta dos objetivos de desenvolvimento sustentável da região e do apoio do plano de recuperação do governo. 

A Citeos é responsável pela engenharia, operação e manutenção. Seu aplicativo proprietário City App supervisiona os postos conectados, enquanto a empresa subcontratada Freshmile gerencia o sistema de pagamento eletrônico. 

Compromissos de desempenho 

Os compromissos em termos de desempenho das partes interessadas são importantes. A linha direta tem a obrigação de atender em 17 segundos, 24 horas por dia, 7 dias por semana, e de garantir uma taxa de resolução na primeira chamada de 80%. A taxa de disponibilidade garantida está fixada em 97,5% para o parque existente e 98% para o parque planejado (incluindo os novos postos). 

Quanto aos prazos de atendimento, são de uma hora para emergências e de um a dois dias úteis para avarias que requerem uma intervenção no local. 

Por fim, uma inspeção de manutenção preventiva dos postos deve ser realizada pelo menos uma vez por ano. “Dado o tamanho do território, privilegiamos a resolução remota dos problemas para reduzir ao mínimo as intervenções no local”, enfatiza Quentin Montastier, dirigente da empresa Citeos Val de Saône. 

Os postos de recarga são equipados com um cartão SIM multioperadora e os dados da máquina são lidos remotamente a cada dez minutos por transmissão GSM. “A manutenção remota depende da qualidade deste sinal GSM, especialmente em áreas rurais, acrescenta Jérôme Lelu, dirigente da Citeos Ingénierie Centre Est. Poderia ser melhorada adicionando antenas remotas ou conectando-se à rede cabeada. » 

Outro ponto de vigilância: a realização da interface da ferramenta de supervisão CityApp com o software de programação do posto, que varia dependendo do fabricante. Os fabricantes E-Totem ou SOBEM SCAME foram selecionados em Bourgogne Franche-Comté. 

Manutenção delicada 

A própria composição dos postos de recarga, combinando componentes de hardware e software, torna sua manutenção delicada. Um técnico especializado pode ter que substituir uma placa eletrônica ou reconfigurar um firmware. 

“À partida, o negócio principal da Citeos é a luz, isto é a corrente para a energia; mas a manutenção destes postos requer uma dupla competência, em corrente para a energia e em corrente para os dados”, observa Quentin Montastier. 

Para garantir esta capacitação, a Citeos pode contar com o Omexom Institute, uma estrutura de formação contínua interna da marca da VINCI Energies especialista em infraestruturas.  

Os técnicos já foram treinados e capacitados na norma EV Ready proposta pela Asefa, um órgão de certificação credenciado pelo Cofrac (Comitê Francês de Credenciamento). 

 

08/07/2021