As equipes da VINCI Facilities na Alemanha desenvolveram um projeto-piloto combinando BIM e GMAC para compartilhar um repositório comum de equipamentos e de manutenção. Uma iniciativa que será implementada em outros projetos de parceria público-privada.

Uma nova escola profissional em Bergheim, perto de Colônia, Alemanha, abriu suas portas no início do ano letivo de 2019. Esta nova escola é caracterizada por seu alto grau de modularidade. Em sintonia com o conceito pedagógico da escola, o espaço pode ser adaptado de forma flexível conforme as necessidades educacionais. As salas de aprendizagem e ensino são combinadas com áreas comuns de atividade e lazer, formando unidades claramente identificáveis. 

Este projeto é o resultado de uma parceria público-privada (PPP). No final de 2017, o distrito de Rhein-Erft, do qual depende a cidade de Bergheim, encomendou à VINCI Facilities Solutions a construção chave na mão e a manutenção técnica do novo edifício e de um ginásio de esportes. A combinação do BIM (Building Information Modeling) e da GMAO (gestão de manutenção assistida por computador) está no centro da concepção, realização e monitoramento deste projeto.

“As PPPs são um laboratório. Seus orçamentos para projetos de longo prazo facilitam a implementação de uma abordagem digital.”

A integração dos dados do BIM na GMAC permite organizar, historiar e gerenciar melhor as intervenções de facility management. A outra vantagem é que, com o tempo, a manutenção preventiva/curativa poderá evoluir para uma manutenção preditiva nos edifícios.

Um repositório digital comum

Para levar a cabo este projeto-piloto, as equipes da VINCI Facilities na Alemanha e da VINCI Energies Systèmes d’Information (VESI) utilizaram a solução interna da VINCI Energies: TwinOps, um programa BIM GEM (gestão-operação-manutenção) projetado para garantir um repositório de referência em um sistema heterogêneo.

Esta plataforma online geminada com o BIM permite que uma série de fontes de dados externos (sensores BIM, CMMS1, BMS2, BOS3, IoT através da API disponível) sejam conectadas e integradas em um repositório comum. A ferramenta permite assim aos gerentes de projeto, mediante a navegação 3D, acessar facilmente os dados de construção em tempo real (histórico dos dados operacionais, referências de materiais, levantamentos de campo, rastreamento de tarefas, etc.).

O valor agregado do TwinOps comparado com as soluções existentes é que ele reúne todas as fontes de informação e assim agiliza o processo decisional, proporcionando um ambiente de trabalho mais colaborativo e intuitivo. Além disso, esta ferramenta fornece ao cliente um painel de controle transparente e em tempo real que lhe dá uma visão muito detalhada dos serviços pelos quais está pagando“, explica Moonjin Choi, BIM Project Manager na VINCI Facilities Solutions.

Um sistema modelado e integrado

Para a obra em Bergheim, a maquete 3D do edifício, desenhada durante a fase de desenvolvimento do projeto, forneceu uma excelente base, em particular para integrar o sistema HVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado).

“Levamos cinco meses de trabalho para conectar o BIM ao C4S (Cloud for Service) através do TwinOps. Desde julho de 2020, uma versão está disponível”, diz Moonjin Choi, que já está planejando “novas funcionalidades mais avançadas que permitirão o intercâmbio de dados bidirecionais entre o BIM e a GMAC baseada no C4S fornecido pela VINCI Energies Systèmes d’Information”. 

Com este sistema integrado e modelado, o BIM pode ser utilizado durante todas as fases da vida útil de um edifício (planejamento, construção e gerenciamento das instalações). “Aproveitar as vantagens do BIM para além da construção cria sinergias valiosas, confirma Moonjin Choi. O fato de disponibilizar um gêmeo digital para gerenciar as instalações garante que os benefícios da abordagem digital do planejamento e da construção não sejam perdidos uma vez o projeto concluído”. 

Uma expertise reaproveitável

A experiência adquirida em Bergheim deve ser aproveitada em outras PPPs, começando em Colônia com escolas de ensino primário e secundário, ou seja, cerca de 15 edifícios.

“Também aplicaremos esta abordagem digital na cidade de Velbert, na Renânia do Norte-Vestfália, em um projeto totalmente novo para reabilitar um salão multiuso para 2023, no valor de 46 milhões de euros com um contrato de manutenção de 30 milhões de euros por 25 anos”, declara Bernard Jean, diretor geral da VINCI Energies Facilities Solutions, que também espera, a longo prazo, replicar o modelo em projetos mais antigos gerenciados pela VINCI Energies em toda a Alemanha. 

“As PPPs são um laboratório para nós. Elas dispõem de orçamentos para projetos de longo prazo, o que facilita a implementação deste tipo de abordagem digital, observa Bernard Jean. Aprimorando assim nossa experiência e aumentando nossos retornos econômicos, já estamos em condições de utilizar estes novos produtos em outros tipos de negócios, como os projetos FM+ que acabamos de lançar, que serão operados durante dez a quinze anos em média.”

(1) Sistema computadorizado de gerenciamento da manutenção

(2) Sistema de gerenciamento dos edifícios

(3) Sistema operacional dos edifícios

11/03/2021