Na Alemanha, os estudantes da Universidade de Stralsund ganharam pelo terceiro ano consecutivo uma das maiores competições sobre eficiência da mobilidade com um carro movido a célula de combustível a hidrogênio. 

Pelo terceiro ano consecutivo, o carro elétrico preparado pelos estudantes da Universidade de Ciências Aplicadas de Stralsund, Alemanha, com o apoio da Actemium, conquistou o primeiro lugar na Shell Eco-Marathon, uma das maiores competições mundiais sobre a eficiência da mobilidade, na categoria protótipo/hidrogênio. Esta equipe também havia vencido a competição europeia em 2019 no circuito de Brooklands, no sudoeste de Londres. 

A Actemium apoia ThaiGer-H2-Racing Team  um ano, beneficia das contribuições dos estudantes.”  

O desafio desta eco maratona? Não é de cruzar em primeiro lugar uma linha de chegada, mas de percorrer um circuito de 15 km em um determinado tempo, consumindo o mínimo de energia possível. 

O veículo movido a hidrogênio projetado pela ThaiGer-H2-Racing Team, o time universitário de Stralsund, entrou com uma célula de combustível particularmente eficiente e uma construção extremamente leve. 

Dois números dão uma ideia da façanha realizada pelos estudantes“, afirma Clemens Blankenberg da Actemium H&F, a empresa da VINCI Energies que acompanha a universidade alemã: “Nas três vitórias em 2017, 2018 e 2019, o carro consumiu uma média de 1.082 km/m³ de hidrogênio. Para um motor de combustão, este desempenho energético corresponde a uma distância percorrida de 3.295 km por litro de gasolina“. 

As vantagens do programa trabalho-estudo 

Entre os membros da ThaiGer-H2-Racing Team, dois estudantes estão trabalhando em programa alternado (sistema de formação que alterna a fase prática, na empresa, e a fase teórica, na escola, NdT) na Actemium H&F. O próprio Clemens Blankenberg estudou na Universidade de Stralsund antes de ingressar na Actemium H&F. 

O programa alternado de trabalho-estudo oferece uma dupla vantagem tanto para a empresa quanto para os estudantes. Permite aos estudantes descobrirem a prática profissional durante seu estágio e à empresa estar em contato contínuo com os mais recentes trabalhos acadêmicos. 

A Actemium apoia a ThaiGer-H2-Racing Team há um ano, a fim de beneficiar das contribuições dos estudantes, que adquirem uma experiência profissional durante seus estudos na Universidade de Stralsund“, explica Clemens Blankenberg. 

O programa de trabalho-estudo na Actemium H&F e na universidade técnica combina a teoria com uma experiência prática aprofundada: quando não está estudando na universidade, o estudante trabalha na Actemium H&F, onde ele também escreve sua tese de Bachelor. 

Hidrogênio verde 

“As experiências com o hidrogênio como transportador de energia interessam toda a indústria”, confirma Clemens Blankenberg que, durante sua colaboração com a ThaiGer-H2-Racing Team, teve a oportunidade de discutir sobre esta tecnologia com outras empresas trabalhando sobre as células de combustível, particularmente a hidrogênio. 

“Os veículos elétricos movidos a baterias convencionais são bem adequados para áreas urbanas”, observa ele, “mas o uso do hidrogênio permite cobrir distâncias maiores. O hidrogênio como transportador de energia permite ambicionar uma autonomia equivalente à dos carros térmicos. Além disso, o tempo de enchimento de um tanque de hidrogênio é curto: bastam uns dez minutos.” 

Outras aplicações muito promissoras atualmente em desenvolvimento e testes dizem respeito aos setores ferroviário e marítimo. “Porém, adverte o especialista em Actemium H&F, o hidrogênio só pode ser uma alternativa confiável em termos de desenvolvimento sustentável se for produzido a partir de fontes renováveis de energia: energia eólica, solar ou hidroelétrica”. Este hidrogênio é o hidrogênio verde 

16/09/2021