A VINCI Facilities Solutions e sua parceira Dabbel estão implantando na Alemanha uma solução para controlar o consumo de energia dos edifícios com a ajuda da inteligência artificial. O resultado é uma economia de até 40% e um maior conforto para os usuários.

Na pequena cidade de Bergneustadt, perto de Colônia, no oeste da Alemanha, duas escolas secundárias estão contribuindo para a cidade do futuro: em 2020, ambas foram equipadas com um sistema de monitoramento e otimização do seu consumo de energia gerenciado pela inteligência artificial (IA).

Este duplo projeto foi levado a cabo pela VINCI Facilities Solutions em parceria com a Dabbel, uma empresa especializada em sistemas de gerenciamento de edifícios autônomos. Registrando e monitorando em tempo real o consumo dos edifícios usando a IA, podemos controlar os sistemas de ventilação e aquecimento e outras fontes de consumo de energia para fazê-los funcionar de forma mais econômica e assim reduzir as emissões de CO2, melhorando ao mesmo tempo o conforto do usuário”, explica Christian Ochßner, Head of Building Technology Department da VINCI Facilities Solutions.  

Esta abordagem, em coerência com o objetivo do Grupo VINCI de reduzir as emissões de CO2, segue duas etapas principais. Em primeiro lugar, é feita uma modelagem do local usando a IA e os vários sensores de monitoramento existentes no edifício (temperatura, nível de CO2, umidade, número de pessoas presentes, etc.). Em alguns casos, foram instalados sensores adicionais para obter outros valores de medição para otimizar o sistema.

“Esta tecnologia permite desenvolver uma solução global para reestruturar e atualizar um sistema de gerenciamento de edifícios obsoleto”.

Em segundo lugar, através de um processo de aprendizagem constante, as decisões são aprimoradas a cada iteração até alcançar o equilíbrio ideal entre o consumo de energia e uma temperatura interna confortável e saudável. Isto aumenta a sustentabilidade do edifício”, enfatiza Christian Ochßner.

Até 40% de economia

Graças a um painel de controle, o sistema permite aos adminitradores do local ou da instalação verificar as medições feitas pela IA, levando em conta muitos parâmetros: tempo de uso, ocupação do edifício, clima… Os administradores podem obviamente ajustar as decisões de acordo com as expectativas, por exemplo, em termos de conforto.

“Esta tecnologia sustentável e escalável permite desenvolver uma solução global para reestruturar e atualizar um sistema de gerenciamento de edifícios obsoleto “, acrescenta o responsável da VINCI Facilities Solutions.  

Neste caso, o sistema economiza 20-30% nos custos de energia. A empresa Dabbel chegou a registrar economias de até 40% em situações ideais. O sistema também permite economias financeiras em custos de monitoramento e manutenção para cada fonte de energia (ventilação, aquecimento, iluminação, etc.).

“A implementação deste tipo de tecnologia já está planejada para mais dois ou três locais. Até 2022, outros 80 edifícios na Alemanha deverão estar equipados com este sistema”, conclui Christian Ochßner.

 

14/10/2021